19 de Maio, 2017

Saae Lucas do Rio Verde contratará reeducandos

A contratação de recuperandos da Cadeia Pública pelo Saae terá redução de custo na mão de obra.

Foi aprovado nesta semana na Câmara de Vereadores, um projeto que autoriza o Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) de Lucas do Rio Verde a firmar termo de contratação e intermediação de mão de obra dos recuperandos da Cadeia Pública, do Sistema Penitenciário Estadual com a Fundação Nova Chance.

De acordo com o diretor do Saae, Raimundo Dantas, a parceria colaborará diretamente nos custos que a autarquia tem para a aquisição de tubos e peças de concreto e pré-moldados.

“Quando falamos nessa parceria o que está em foco não é apenas a redução dos custos que teremos, mas também a responsabilidade social em colaborar com a inserção desses reeducandos, pois eles estão trabalhando, reduzindo sua pena e ainda aprendendo uma profissão” disse o diretor.

Recentemente o município retomou as obras de esgotamento sanitário no bairro Menino Deus e o mesmo fará entroncamento com a BR-163, na Avenida da Produção e seguirá até às proximidades da Ponte do Rio Verde. Segundo o SAAE serão utilizados cerca de 800 tubos, algo em torno de dois quilômetros.

“A confecção destes tubos por parte dos recuperandos é economicamente viável, inclusive vantajoso para nós, pois fica mais ágil, não temos despesas com transporte ou frete e o prazo de entrega é muito rápido” explicou Dantas.

Segundo o Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI) da Caixa Econômica Federal, hoje um tubo de concreto nos moldes que serão utilizados na rede em Lucas do Rio Verde custa em média R$ 477, com a contratação da mão de obra dos reeducação o custo cai para mais da metade, cerca de R$ 230.

A fábrica de blocos existe desde 2014 e atualmente emprega 16 detentos, oriundos do regime fechado e escolhidos por bom comportamento. No local são fabricados tubos, blocos de concreto, meios-fios e pavers, utilizados pelo município nas obras públicas.

FUNDAÇÃO NOVA CHANCE

A fundação é de responsabilidade a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH/MT) e tem como objetivo a reinserção social de detentos, além de auxiliá-los na recuperação psicológica e social, bem como na assistência familiar.

Fonte: CenárioMT.com.br

Última modificação em Sexta, 19 Maio 2017 17:58
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2017 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação