08 de Junho, 2017

SAAE Caxias investe em eficiência energética

Investimentos estão sendo avaliados para projeto de implementação de automação e eficiência energética nas estações de tratamento.

Colaboradores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Caxias das áreas de tecnologia da informação, eletricidade e engenharia se reuniram com um consultor da empresa GF7 Brasil para avançar no projeto de automação e eficiência energética que vai ser implantado nas estações de tratamento de água da Autarquia.

Durante a reunião, foram apresentados serviços de gestão, controle e supervisão remota dos equipamentos de acionamento das estações de tratamento de água, como as bombas, que poderão ser feitas de forma mais moderna, gerando assim economia de energia. “Nesse sistema, a gente faz um trabalho que vai trazer para o SAAE dados estatísticos que possam monitorar e prevenir falhas no acionamento das bombas, bem como realizar o acionamento de poços de forma remota, sem que tenha que haver gastos com deslocamentos de equipe”, explica Guilherme Rocha, consultor da GF7 Brasil.

O sistema de monitoramento deve auxiliar o trabalho que vai ser realizado pelos inversores de frequência que o SAAE já está em fase de aquisição. “O nosso sistema vai fazer uma interligação dos inversores, das bombas; tudo ligado e desligado de forma eficiente, por isso denominamos eficiência energética”, acrescenta Guilherme.

Para o suporte de Tecnologia da Informação do SAAE, Danivaldo Sousa, esse sistema informatizado de monitoramento deve “auxiliar o SAAE na tomada de decisões mais precisas e rápidas quanto à manutenção de equipamentos do sistema de abastecimento de água”.

A reunião é mais um passo em inovação e tecnologia, uma das prioridades da nova gestão do SAAE que está investindo em equipamentos mais modernos para acionamento das bombas dos poços e estações de tratamento que vai proporcionar maior eficiência energética, e assim, garantir a redução de pelo menos 30% no consumo de energia elétrica, além de evitar a queima de bombas.

“O SAAE é uma indústria e precisa estar sempre modernizada. Estamos elaborando projetos, contactando fornecedores para avaliar as melhores tecnologias para, assim, dar bons resultados. E com esse trabalho de automação, esperamos, num futuro bem próximo, monitorar os nossos sistemas de forma remota e, antes que a população sinta a falta de água, por exemplo, por causa da falha de uma bomba, nossa equipe já detectou e corrigiu o problema, ou seja, investir em tecnologia é o caminho”, considera o Diretor Administrativo do SAAE, o engenheiro Arnaldo de Arruda Oliveira.

Fonte: Saae Caxias

Última modificação em Quinta, 08 Junho 2017 15:17
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação