10 de Agosto, 2017

Seminário de eficiência energética recebe inscrições

O evento é destinado a técnicos e gestores do setor de saneamento e das entidades reguladoras

Considerando a necessidade de ampliar a sustentabilidade no setor de saneamento básico, a Assemae convida os municípios para participar do 2º Seminário Nacional de Eficiência Energética no Abastecimento de Água, a ser realizado no dia 14 de setembro, em Brasília. O evento é uma iniciativa da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades e da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável - Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

O seminário tem como objetivo apresentar e discutir, a partir da avaliação de um panorama nacional, as experiências exitosas nas vertentes de reúso de águas nos utilizadores finais, eficiência energética em instalações elevatórias, financiamento de medidas de eficiência energética, além dos aspectos regulatórios que promovem a eficiência energética nos prestadores de sistemas de saneamento.

A iniciativa é destinada, especialmente, a técnicos e gestores dos serviços do setor e das entidades reguladoras. As vagas são limitadas e os interessados devem se inscrever por meio do Portal Capacidades (www.capacidades.gov.br) até o dia 11 de setembro.

Clique aqui para fazer a inscrição e acessar a programação completa.

Contexto:

As despesas com energia elétrica dos prestadores de serviços de água e esgoto atingiram R$ 5,1 bilhões em 2015, tendo sido consumidos 12,1 TWh, segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS). Esta quantidade equivale ao consumo doméstico de cerca de 21 milhões de habitantes no Brasil em um ano. Parte desse consumo é desperdiçado por meio das perdas de água que, após toda energia empregada para seu tratamento e bombeamento, nunca chega ao usuário final. A adequação dos níveis atuais de perdas (36,7%) às metas estabelecidas pelo PLANSAB (31%) para 2033 pode gerar economias de energia próximas a 1 TWh por ano.

Na análise dos dados históricos, percebe-se que os gastos com energia elétrica são crescentes, tendo fortes impactos na saúde financeira dos prestadores de serviço e consequentes reflexos no custo dos serviços ofertados à população. O controle de perdas de água, assim como o uso racional de energia, é estratégico para a sustentabilidade econômica dos prestadores de serviço, permitindo um melhor aproveitamento da infraestrutura existente e postergando a aplicação de recursos na ampliação de sistemas de captação e tratamento.

No Projeto de Eficiência Energética em Sistemas de Abastecimento de Água – ProEESA, cooperam os governos alemão e brasileiro para a melhoria das condições de implantação das medidas de eficiência energética em sistemas de abastecimento de água.

Na sequência do seminário de 2016, se pretende dar continuação à discussão do tema da eficiência na prestação dos serviços de água no Brasil, assim como apresentar um panorama com experiências exitosas e inspiradoras na perspectiva do usuário final e do prestador de serviços, levando em conta o aspecto financeiro e regulatório para superar os desafios impostos pelas demandas crescentes de água e energia.

Para mais informações sobre o programa de cooperação clique aqui.

Fonte: SNSA/GIZ

Última modificação em Quinta, 10 Agosto 2017 09:50
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2017 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação