05 de Dezembro, 2018

DAAE Araraquara conclui desassoreamento

A iniciativa visa à recuperação do volume de água armazenado.

A segunda etapa do desassoreamento da represa do Ribeirão das Cruzes, em Araraquara (SP), chega ao fim depois da retirada de 13 mil m³ de sedimentos depositados no reservatório da barragem (represa). O serviço foi iniciado em julho deste ano, sendo realizado por meio de draga flutuante de sucção, objetivando a recuperação do volume de água armazenado, melhorando as condições de captação superficial para abastecimento público. O valor do serviço foi de R$ 700 mil, realizado pela Fos Engenharia.

A iniciativa vai melhorar também a situação junto aos equipamentos (conjuntos motobombas), que retiram a água da represa. “O ribeirão das Cruzes é um dos mais importantes mananciais superficiais do município, merecendo atenção especial da autarquia”, completou o superintendente do DAAE, Donizete Simioni.

A primeira etapa do desassoreamento foi realizada em 2016, por R$ 1,6 milhões, retirando 28 mil m³. Um estudo para diagnóstico de toda a bacia foi licitado, pelo valor de R$ 228 mil, e está sendo realizado pela empresa Eng Consultoria, com prazo para execução de nove meses. Esse estudo permitirá a indicação de medidas preventivas e corretivas na área da bacia, que equivale a 28,7 km² para evitar que mais terra e detritos sejam transportados para a represa de captação das Cruzes.

Fonte: DAAE Araraquara

Última modificação em Quarta, 05 Dezembro 2018 15:30
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2018 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação