02 de Julho, 2019

DAE (SP) diminui emissão de gás carbônico

Em três anos, o DAE de Jundiaí (SP) evitou a emissão de mais de 4 mil toneladas de gás carbônico.

 

O Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Jundiaí (SP) foi destaque, pelo terceiro ano consecutivo, em função da redução na emissão de gás carbônico. De 2016 para cá, a empresa evitou o lançamento de 4.335,578 toneladas deste gás, o principal causador do efeito estufa, e por isso recebeu o Certificado de Energia Renovável. O documento é emitido pela Comerc Energia e Sinerconsult.

A quantidade de gás carbônico é equivalente ao plantio de quase 30 mil árvores, se considerado um projeto de reflorestamento com duração de 30 anos. A iniciativa se deve à compra de energia de fontes incentivadas, por meio do mercado livre de energia.

No DAE, esta compra é realizada para a Estação de Recalque do Jundiaí Mirim, maior unidade consumidora de energia elétrica da empresa. Atualmente, 50% da energia adquirida para a Estação de Recalque é proveniente de fontes geradoras incentivadas, como eólica, solar ou térmica de biomassa.

O último relatório, que utiliza dados de 2018, aponta que, naquele ano, 1.762,04 toneladas de gás carbônico deixaram de ser emitidas. A quantidade equivale ao plantio de 12.334 árvores.

Última modificação em Terça, 02 Julho 2019 16:36
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação