12 de Agosto, 2019

Samae Tangará da Serra tem 95% de aprovação

O tempo médio de espera do cliente é de quatro minutos para atendimento normal e dois minutos para preferencial.

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) de Tangará da Serra (MT) divulgou na sexta-feira (09/08) pesquisa sobre atendimento realizada no período de março a agosto entre os consumidores. Ao todo, opinaram 1.681 pessoas atendidas nos três guichês instalados no comercial da autarquia, na antiga prefeitura, centro de Tangará da Serra.

A consulta foi realizada com uso de teclados de satisfação instalado nos guichês. Dos consumidores que opinaram, 95,6% definiram o atendimento como ‘Ótimo’ (84,8%) ou ‘Bom’ (10,8%). Outros 24 consumidores (1,4%) classificaram o serviço como ‘Regular’, enquanto 50 (3%) definiram o atendimento como ‘Ruim’.

Segundo o departamento comercial da autarquia, as principais demandas dos consumidores são pedidos de novas ligações e segunda via, regularização de débitos e atualização de cadastro. O tempo médio de espera do cliente é de quatro minutos para atendimento normal e dois minutos para preferencial.

O atendimento, porém, é agilizado pelo aparato tecnológico colocado à disposição, como o atendimento via WhatsApp e mensagens SMS. “Conseguimos diminuir filas e tempo de espera, pois a maior parte dos pedidos de religação, manutenções e avisos de vazamentos hoje se dão pelo WhatsApp. Avisos de débitos seguem após 30 dias do vencimento da fatura via SMS e também os protocolos de atendimento quando do cadastro atualizado”, explica o diretor do SAMAE, Wesley Lopes Torres.

O objetivo é ampliar o índice de satisfação. Wesley Lopes Torres informa que o atendimento será incrementado gradualmente. Uma das medidas projetadas pela autarquia será a ampliação da estrutura física, com o acréscimo de um quarto guichê (hoje são três), enquanto o atendimento pelo telefone 115 receberá melhorias, principalmente para o horário de almoço.

“Sempre há o que melhorar, mas já obtivemos conquistas importantes, como a ampliação da reservação de água e a consequente segurança hídrica. Vamos ampliar a capacidade de tratamento da ETA dos atuais 360 litros para 490 litros/segundo. Recuperamos nossa capacidade de investimento e começamos a investir nas unidades do interior. Ampliamos o quadro de servidores via concurso público. A pesquisa de satisfação indica que estamos no caminho certo”, concluiu Wesley Lopes Torres.

Fonte: Folha de Tangará da Serra

Última modificação em Segunda, 12 Agosto 2019 10:06
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação