18 de Junho, 2020

Sanep Pelotas orienta sobre descarte de óleo

Óleo coletado pela autarquia é transformado em materiais de limpeza como sabão e detergente. 

Desde o ano passado, os pelotenses contam com uma alternativa ambientalmente responsável para descartar o seu óleo de cozinha usado: o projeto Óleo Sustentável, criado pelo Sanep de Pelotas (RS). Até agora, quase 8 mil litros já foram coletados pela autarquia e transformados em cerca de 19 mil unidades de materiais de limpeza – mais de quatro toneladas de barras de sabão e 900 litros de detergente. No entanto, parte do óleo que chega às estruturas de descarte acaba sendo impróprio para a utilização.

A contaminação com outros tipos de óleo, como de combustível, além de água e restos de alimentos é o motivo para que mil litros coletados, entre novembro e março deste ano, tenham sido classificados como rejeito dentro do projeto. Desta forma, o Sanep busca conscientizar a população sobre cuidados simples que são essenciais para que a iniciativa funcione corretamente. Evitar que o óleo descartado esteja com restos de alimentos é um dos mais importantes, destaca o coordenador do Departamento de Resíduos Sólidos da autarquia, Edson Plá Monterosso.

Retirar, com uma escumadeira ou outro talher, os pedaços de comida que, naturalmente, se espalham com a fritura é uma dica fácil para garantir que o produto possa gerar os subprodutos com qualidade. Da mesma forma, a borra escura e as impurezas, que ficam ao fundo da frigideira ou panela utilizada, não devem ser armazenadas junto com o óleo. É possível retirá-las com um papel absorvente e descartá-lo, depois, junto aos resíduos da coleta orgânica.

De acordo com o coordenador, também é indispensável não misturar o óleo saturado (de cozinha) a outras substâncias, como água ou outros tipos de óleo, como de combustível, o que compromete o processamento para comercializar os artigos de limpeza.

Veja cinco dicas simples para o descarte correto:

1. Após utilizar o óleo na fritura, espere esfriar e, com um funil, despeje-o em um recipiente (feche bem para impedir vazamentos ou odores)

2. Cuide para que nenhum resto de alimento seja descartado junto. Retire os resíduos com uma escumadeira ou outro talher

3. Com o óleo já retirado da frigideira ou panela, remova a borra escura e as impurezas da fritura, no fundo, com um papel absorvente – que deve ser descartado no dia da coleta orgânica

4. Entre no site do Sanep (https://portal.sanep.com.br/oleosustentavel) e veja qual o ponto de coleta mais próximo da sua casa

5. Depois de despejar o conteúdo, feche o recipiente usado para o armazenamento e leve-o para casa, assim ele poderá ser reutilizado para futuros descartes

Produção

Os cerca de mil litros coletados e classificados como rejeitos foram utilizados na fabricação de produtos de limpeza, os quais apresentaram diferentes tipos de desuniformidade para comercialização, ou seja, fora do padrão pela cor ou formato. Os itens foram aproveitados nas próprias cooperativas de triagem conveniadas ao Sanep e em algumas unidades da autarquia.

Boa parte da produção feita na Usina de Processamento de Óleo Saturado – a primeira inaugurada no estado – já foi destinada a unidades de saúde que enfrentam a pandemia em Pelotas, como a Santa Casa, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Areal e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Fonte: Sanep

Última modificação em Quinta, 18 Junho 2020 10:47
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2021 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação