29 de Julho, 2020

Nota 10: aterro de Jaboticabal se destaca em avaliação paulista

O aterro do município é o único de São Paulo que conquistou nota máxima pelo quinto ano consecutivo. 

Além de ser referência na prestação dos serviços públicos de água e esgotamento sanitário, o município de Jaboticabal (SP) se destaca nacionalmente pela excelência na gestão de resíduos sólidos. O aterro sanitário do município é o único do estado de São Paulo que conquistou pelo quinto ano consecutivo a nota máxima na avaliação de qualidade referente a 2019.

O município recebeu nota 10 na avaliação do Índice de Qualidade de Aterro de Resíduos (IQR), metodologia aplicada pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) desde 2012. O relatório é divulgado anualmente, incluindo o resultado das condições ambientais e sanitárias dos mais de 600 municípios paulistas.

Segundo o presidente da Assemae, Aparecido Hojaij, a conquista destaca Jaboticabal como protagonista de um seleto grupo de cidades que cuidam bem do lixo orgânico e reciclado. “A correta destinação final dos resíduos sólidos é uma ação estratégica para manter a saúde e a qualidade de vida da população. Muito nos orgulha ver os serviços municipais de saneamento, a exemplo de Jaboticabal, aparecendo no topo da lista mais uma vez”, acrescenta.

O aterro sanitário de Jaboticabal é gerenciado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto de (SAAEJ), com o apoio de uma empresa terceirizada contratada em processo de licitação. A gestão de resíduos ocorre de forma proativa, com o foco para a prevenção dos passivos ambientais.

A formatação do IQR envolve uma série de visitas não agendadas e realizadas pelos servidores da Cetesb. As informações são coletadas a partir da aplicação de um questionário padronizado, que avalia características locacionais, estruturais e operacionais das instalações de compostagem e de aterros.

As planilhas de avaliação e as fotos dos locais visitados são disponibilizados no site da Cetesb, o que permite que o usuário responsável pelo preenchimento das informações tenha ciência dos itens avaliados. São analisados critérios como a adequabilidade do monitoramento geotécnico do aterro, ocorrência de queima de resíduos a céu aberto, vida útil do local e restrições legais ao uso do solo.

Acesse aqui o inventário de 2019 publicado pela Cetesb.

Última modificação em Quarta, 29 Julho 2020 11:24
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação