25 de Novembro, 2019

Saneamento que dá certo: Juiz de Fora

A Cesama atende mais de 500 mil habitantes, levando saúde e qualidade de vida para todos. 

A Assemae tem a honra de reunir associados com excelência na prestação de serviços municipais de saneamento básico. Como parte da série de reportagens sobre experiências exitosas do setor, a entidade destaca nesta semana os avanços do saneamento básico em Juiz de Fora (MG), graças ao trabalho da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama). São mais de 500 mil habitantes com acesso à água potável de qualidade e ao esgoto tratado, o que torna a Cesama uma referência nacional.

A série de reportagens tem como objetivo dar evidência aos associados da Assemae, destacar a qualidade dos serviços municipais e subsidiar as discussões sobre o processo de revisão do marco legal do saneamento básico. Confira a experiência de Juiz de Fora:

Cesama é orgulho para o município de Juiz de Fora

A Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) é responsável pelos serviços de água e esgoto de Juiz de Fora, cidade situada na Zona da Mata mineira, a cerca de 280 quilômetros da capital Belo Horizonte. Atualmente, a companhia atende à quase totalidade dos 564 mil habitantes (95% com água e 94% com coleta de esgoto), por meio de 150 mil ligações e 260 mil economias.

Com um belo cenário natural, a cidade possui quatro mananciais para abastecimento: as represas de Chapéu d’Uvas, João Penido e São Pedro, além do Ribeirão do Espírito Santo. O sistema de abastecimento de Juiz de Fora é composto por três Estações de Tratamento de Água (ETAs) que atendem a área urbana da cidade, três ETAs compactas que atendem os distritos de Torreões, Valadares e Sarandira, poços artesianos, três adutoras de água tratada e uma de água bruta, 91 reservatórios, e mais de 1.800 km de redes de distribuição. Para garantir o abastecimento de água nas partes altas da cidade, a Cesama mantém em funcionamento mais de 170 estações elevatórias. O volume médio consumido mensalmente é de 2.580.000 m³ de água.

Obras de abastecimento de água

Nos últimos cinco anos, a companhia investiu mais de R$ 80 milhões em grandes projetos, que incrementaram o sistema de abastecimento da cidade. Foram inauguradas importantes obras, como o booster (bomba) da Terceira Adutora, que aumentou a vazão de água nas redes, a adutora de Chapéu d’Uvas, que conferiu capacidade para adicionar até 900 litros de água por segundo ao sistema produtivo da cidade e, também, a interligação dessa adutora à ETA Marechal Castelo Branco, garantindo maior flexibilidade e operacionalidade ao sistema.

Está em andamento, ainda, a implantação da subadutora de São Pedro, que irá reforçar o sistema de abastecimento da região da Cidade Alta em 200 litros de água por segundo. A ampliação da ETA Walfrido Machado Mendonça (ETA CDI) também continua sendo realizada. Para o próximo ano, estão previstas a conclusão da reforma dos filtros da ETA Marechal Castelo Branco, a construção da quarta adutora e a ampliação da capacidade de reservação de água da companhia, com dez novos reservatórios. Essa projeção totaliza um investimento de cerca de R$ 50 milhões.

Investimento em esgotamento sanitário

Desenvolver ações que contribuam para a preservação do meio ambiente, em especial dos recursos hídricos disponíveis no município, é outro objetivo que a Cesama vem perseguindo, com prioridade para o projeto de despoluição do Rio Paraibuna e dos córregos da cidade.

Representando um investimento de mais R$ 130 milhões, as obras consistem na implantação de cerca de 40 quilômetros de tubulações de esgoto às margens dos cursos d’água para evitar que o esgoto seja diretamente lançado nos corpos hídricos. Assim, o volume coletado será encaminhado para as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) para o devido processo.

A maior das unidades, ETE União-Indústria, já foi inaugurada e está em fase de testes, e outras duas estações complementam o sistema de esgotamento sanitário do município. A previsão é de que até o final de 2020, Juiz de Fora já esteja com 50% do esgoto tratado.

Outros investimentos fundamentais para a otimização dos serviços estão sendo realizados nas áreas de automação, telemetria e eficiência energética. Recentemente, foi também implantada a Central de Planejamento e Controle de Serviços, que irá coordenar, em tempo real, as ordens de serviços geradas on-line pelo novo sistema Sanegeo.

Reconhecimento

Pelos trabalhos desenvolvidos e números alcançados, a Cesama foi premiada pela revista “Maiores do Saneamento” como Empresa do Ano em 2014, na categoria Municipal. A premiação é realizada há mais de duas décadas pela revista, que é uma referência no setor de saneamento.

Em 2017, pela quarta vez, a companhia foi eleita pela pesquisa “Top of Mind” como empresa pública mais lembrada pela população de Juiz de Fora. As outras premiações aconteceram em 2010, 2012 e 2014.

O desempenho da Cesama é diretamente ligado à dedicação dos seus (atualmente) 530 empregados, que, ao longo de 56 anos, trabalham diariamente para garantir saúde e qualidade de vida a um número cada vez mais expressivo de cidadãos.

Texto e fotos: Cesama

Última modificação em Quarta, 04 Dezembro 2019 09:24
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação