05 de Junho, 2018

Semae Leopoldense realiza Seminário

A atividade foi promovida pelo Semae de São Leopoldo (RS) em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam).

Na manhã dessa segunda-feira (4), a programação da Semana do Meio Ambiente de São Leopoldo contou com a realização do 1º Seminário Municipal de Drenagem Urbana.

No plenário da Câmara de Vereadores, o público acompanhou um ciclo de três palestras. A meteorologista Ludmila Pochmann de Souza falou sobre os Eventos extremos no Rio Grande do Sul, dando ênfase aos volumes pluviométricos da região. Já o diretor adjunto de Manutenção de Esgotos do Semae, Jorge Koch, tratou sobre Como funcionam as Casas de Bombas e os efeitos do lixo na operação.

Em sua abordagem, foram apresentados os custos gerados pelo descarte irregular de resíduos que chegam aos mangotes do sistema leopoldense de proteção contra cheias. Por fim, o geólogo Antônio Carlos Geske abordou o Sistema de controle de enchentes em São Leopoldo, destacando a relevância dos diques.

O prefeito Ary Vanazzi, o diretor-geral do Semae, Anderson Etter, a diretora de Operações da autarquia, Viviane Feijó, o vereador Nestor Schwertner e o diretor-geral do Consórcio Pró-Sinos, Oscar Escher, compuseram a mesa que comandou os trabalhos. Em sua fala, Vanazzi lembrou das grandes enchentes que atingiram São Leopoldo no passado e pontuou os esforços da administração municipal voltados aos serviços de escoamento.

Etter sublinhou a necessidade de considerar a bacia hidrográfica como unidade de planejamento, tendo em vista que o crescimento desordenado ou a especulação imobiliária devem ser impedidos pelo poder público, pois constituem prejuízos à sociedade. 

A atividade também contou com uma apresentação musical de José Leopoldo da Rosa, da CooperCultura.

Fonte: Semae São Leopoldo

 

Última modificação em Terça, 05 Junho 2018 11:47
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2018 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação