24 de Julho, 2018

Jaraguá do Sul incentiva a reciclagem

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Jaraguá do Sul (Samae/SC) incentiva a reciclagem com distribuição da Sacola Verde.

O mundo se transforma rapidamente. Novas tecnologias surgem para acondicionamento de produtos das mais diversas formas e insumos. São caixas, sacolas, garrafas, potes, pacotes, entre tantos outros exemplos. Tudo isso facilita muito a vida, mas deixa um passivo ao meio ambiente que cabe a cada um de nós a educação e a consciência de como dar a destinação correta para esses materiais.

O hábito de reciclar é um benefício para a saúde humana e do planeta, mas a realidade da reciclagem mostra que estamos longe do regular. As estatísticas colocam o lixo como um dos maiores problemas da sociedade moderna.

O estudo do Ipea de 2017 sobre o índice de reciclagem e a organização do setor no Brasil, aponta para uma geração de resíduos urbanos em torno de 160 mil toneladas diárias, sendo que 30% a 40% desse montante são considerados de reaproveitamento e reciclagem e, apenas 13% desses resíduos são encaminhados para a reciclagem.

A pesquisa revela ainda que a composição dos resíduos descartados no país: 57,41% é de matéria orgânica (sobras de alimentos, alimentos deteriorados, lixo de banheiro), 16,49% de plástico, 13,16% de papel e papelão, 2,34% de vidro, 1,56% de material ferroso, 0,51% de alumínio, 0,46% de inertes e 8,1% de outros materiais. 

Muito distante do ideal de reciclagem no país e em Santa Catarina, é preciso ter consciência e atitude para melhorar esse índice. No estado, em média, 31% dos resíduos que deveriam ir para coleta seletiva nas cidades acabam nos aterros sanitários.

Jaraguá do Sul já vem a tempo desenvolvendo trabalho para fazer crescer a separação e reciclagem do material seco evitando a destinação para aterros sanitários.

Entre os anos de 2014 e 2015, quando iniciou o saco verde na cidade, o índice chegou a casa dos 23% de reciclagem. Agora, em 2018, com o retorno do programa Recicla Jaraguá e o saco verde, em menos de 40 dias o índice que havia caído para 8% já passa dos 18%.

O saco verde é uma atitude do poder público para o incentivo desta importante ação. Mesmo que não tenha esse benefício é necessário que as pessoas também façam a correta separação do material reciclável. A reciclagem e o reaproveitamento dos materiais é o primeiro passo para uma vida com mais qualidade.

Como afirma a canção da Turma da Mônica, do cartunista Maurício de Souza “Reciclar o lixo é a solução/Pra acabar de vez com a poluição/O que é reciclado logo se transforma/E a gente reutiliza, mas de outra forma/Plástico vira bola, papel vira sacola...”.

 Fonte: Samae Jaraguá do Sul

Última modificação em Terça, 24 Julho 2018 11:12
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2018 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação