27 de Novembro, 2015

Presidente da Sanasa é nomeado pela ONU

Arly de Lara Romêo foi nomeado embaixador da ONU pelo trabalho da Sanasa na redução de perdas de água.

 

O presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo, foi nomeado embaixador da Organização das Nações Unidas (ONU) em razão do trabalho desenvolvido pela Sanasa na redução das perdas de água na rede. A nomeação ocorreu na quarta-feira, 25 de novembro, durante o lançamento do Movimento pela Redução de Perdas de Água na Distribuição, em Brasília.

O movimento, liderado pela Sanasa e pela Braskem, é uma iniciativa da Rede Brasileira do Pacto Global da ONU. O presidente Arly de Lara Romêo participou, ao lado de representantes da ONU, do painel de abertura sobre o papel das empresas na construção e implantação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil.

Na ocasião, Arly de Lara apresentou o programa de redução de perdas desenvolvido há aproximadamente 20 anos na Sanasa. “Ao longo destas duas décadas a empresa economizou 450 milhões de metros cúbicos de água e cerca de 700 milhões de reais, nosso índice de perdas é de 19,2%, considerado um dos menores do país, e a nossa meta é atingir 15%”, destacou o presidente, que abordou ainda a produção de água de reúso.

O movimento pela Redução de Perdas de Água na Distribuição tem como principais objetivos debater sobre as perdas de água nos sistemas de distribuição com a participação de governos, da sociedade civil e do setor privado, e engajar municípios previamente selecionados. Com o slogan ‘Menos Perda, Mais Água’, o movimento pretende contribuir com o acesso universal à água no Brasil.

Durante o lançamento, o presidente da Sanasa considerou a iniciativa oportuna. “O tema da redução das perdas é apaixonante, agradeço a indicação para ser embaixador dessa iniciativa. Nossa empresa, que completou 41 anos, desde 1994 trabalha pela redução das perdas. Estamos investindo pesado nessa área, substituindo as redes. Campinas é uma cidade de 1,2 milhão de habitantes, hoje tratamos 90% do esgoto e estamos perto de atingir a marca de 100%. Sem saneamento não há saúde”, concluiu.

Fonte: Sanasa

Última modificação em Sexta, 27 Novembro 2015 15:50
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação