18 de Agosto, 2017

Comusa recebe materiais para rede de água

O material que chegará até o fim deste mês está avaliado em cerca de dois milhões de reais. 

Enquanto aguarda a finalização do processo licitatório para iniciar a obra, a Comusa começa a receber as remessas de material que será utilizado na nova etapa do Programa de Substituição de Redes de Água em Novo Hamburgo. São tubulações de Polietileno de Alta Densidade (PEAD), mais resistentes que os atuais de fibrocimento e com garantia de vida útil de até 50 anos. Já estão no município 50,6 quilômetros de tubulações.

Os caminhões com o material produzido pelas empresas Polierg Tubos e Conexões (São Paulo) e Politejo Brasil (Leme-SP) tem previsão de chegada até o final do mês de agosto. Antes do embarque para o Rio Grande do Sul, o material foi inspecionado por um engenheiro da Comusa.

As tubulações são de 20mm a 400mm. Além dos tubos em barras, também estão sendo armazenados pela autarquia hamburguense rolos e conexões. O material de menor diâmetro (20mm, 32mm, 63mm, 90mm e 110mm) chegam como rolos. Os com diâmetros de 160mm, 225mm, 280mm, 355mm e 400mm são em barras. O material que chegará até o fim deste mês está avaliado em cerca de dois milhões de reais. Um quarto desse valor já está em Novo Hamburgo.

A Polierg, fabricante de tubos e conexões, com sede na capital paulista, participa atualmente de dois importantes projetos no Brasil. Um é de uma adutora de PEAD em uma planta de minério de ferro. O outro projeto é a implantação de uma tubulação em poliamida para rede de gás no Nordeste. A Politejo Brasil, com sede no interior de São Paulo, também se destaca na fabricação de tubos e conexões termoplásticas.

Investimento

A Comusa, juntamente com a Prefeitura de Novo Hamburgo, vai investir cerca de R$ 9 milhões anuais nos quatro anos da gestão da prefeita Fátima Daudt. Assim, serão R$ 36 milhões durante o período 2017-2020. No valor, estão inclusos materiais e mão de obra. A substituição iniciará neste semestre e trata-se de um grande investimento na qualificação do abastecimento de água no município. São necessárias para combater o desperdício de água tratada, evitar a interrupção no abastecimento, acabar com os buracos nas ruas, reduzindo de forma significativa o custo com a conservação e manutenção do sistema.

Fonte: Comusa Novo Hamburgo

Última modificação em Sexta, 18 Agosto 2017 16:38
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2017 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação