29 de Outubro, 2018

Porto Alegre recebe financiamento para obras

Caixa Econômica Federal aprova projetos da prefeitura no valor de R$ 259 milhões.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior recebeu a informação do diretor regional da Caixa Econômica Federal, Helio Luiz Duranti, que depois de nova análise dos técnicos da instituição foi aprovado o pedido da prefeitura para o financiamento de duas obras, no valor de R$ 259,1 milhões. São elas: a Estação de Tratamento da Água da Ponta do Arado (R$ 220,7 milhões) e a redução e controle de perdas nos sistemas de abastecimento de água (R$ 38,4 milhões). O anúncio foi feito no final da tarde desta sexta-feira, 26, no Salão Nobre do Paço Municipal, com presença de secretários e diretores da Caixa.

 “São projetos importantes que melhorarão a vida de 200 mil famílias das zonas Sul e Leste da cidade. Agora vamos procurar o Ministério das Cidades para nos habilitarmos, dentro do Programa Avançar Cidades, e agilizar o processo para que tenhamos a aprovação e liberação junto ao Governo Federal ainda este ano”, destacou o prefeito Marchezan.

 A Caixa Federal, de acordo com Duranti, revisou os documentos apresentados pelo governo municipal e após reuniões dos técnicos do banco com os secretários do Planejamento e Gestão e da Fazenda, respectivamente Paulo de Tarso Pinheiro Machado e Leonardo Busatto, aprovou o pedido. “Nossa disposição é de pelear juntos. Após estes dois liberados, vamos trabalhar os outros que estão na nossa carteira”, salientou o diretor regional.

 Desafio - “Nosso desafio agora é agilizar o processo no Ministério das Cidades. Temos a sinalização de que existem recursos e vamos buscar nos habilitar e agir para que assinemos os contratos antes do final do ano”, salientou o secretário Paulo de Tarso. Para o diretor geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Darcy Nunes dos Santos, além de atender as famílias das duas regiões do município, possibilitará que sejam construídos novos projetos habitacionais. Ambos participaram da reunião.

Os dois projetos são originados do Dmae. O abastecimento de água Ponta do Arado beneficiará mais de 73 mil famílias. O empreendimento engloba um conjunto de obras que visa a ampliar a cobertura adequada dos serviços a partir de sua implantação, atendendo as áreas com potencial de crescimento nas zonas Sul e Leste da cidade e também com o propósito de sanar os problemas pontuais de intermitência no abastecimento.

 Controle de perdas - Já o Programa de Redução e Controle de Perdas nos sistemas de abastecimento de água no município beneficiará mais de 130 mil famílias. Como resultado, além da significativa redução de custos operacionais, uma vez que a setorização proposta vai atingir 20% da malha de rede da cidade (aproximadamente 550 mil habitantes), projeta-se a melhoria da qualidade na prestação de serviços, com menor quantidade de consertos e paradas operacionais. Portanto, menor intermitência no abastecimento e respondendo com maior agilidade aos eventos operacionais.

 Projeta-se que, com a redução e o controle de perdas atingido por este empreendimento, associado à execução da nova ETA Ponta do Arado, seja possível postergar ou até mesmo eliminar a necessidade de obras de ampliação no sistema Menino Deus, um dos maiores sistemas de abastecimento do município, a ETA José Loureiro da Silva.

 Avançar Cidades - O Programa Avançar Cidades – Saneamento contempla os municípios em três grupos: menos de 50 mil habitantes, outro de até 250 mil e, por último, acima de 250 mil habitantes com obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais, manejo de resíduos sólidos, redução e controle de perdas, estudos e projetos, plano municipal de saneamento básico.

Também participaram da reunião o secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), Luciano Marcantônio; o secretário adjunto da Fazenda, Rogério Rios; o procurador adjunto da Procuradoria Geral do Município (PGM), Roberto Silva Rocha; o diretor de Programas Estruturantes e Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento e Gestão, Renato Fantil Arioli; e a coordenadora de Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento e Gestão, Luciane Adami.. Por parte da Caixa Federal de Porto Alegre, o superintendente executivo e o gerente de negócios, respectivamente Marcos de Souza Oliveira e Ricardo Darós, além de Carlos Rubinstein.

Fonte: DMAE Porto Alegre

Última modificação em Segunda, 29 Outubro 2018 11:02
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação