06 de Dezembro, 2019

Saneamento que dá certo: conheça Ribeirão Preto

Apenas nos últimos dois anos,o Daerp investiu mais de 200 milhões de reais em obras de saneamento. 

A Assemae inicia o mês de dezembro trazendo a experiência exitosa do Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp), em São Paulo. Apenas nos últimos dois anos, a autarquia investiu mais de 200 milhões de reais em obras, equipamentos e novos programas, o que permitirá ao município de Ribeirão Preto alcançar a universalização do saneamento básico nos próximos meses.

A série de reportagens tem como objetivo dar evidência aos associados da Assemae, destacar a qualidade dos serviços municipais e subsidiar as discussões sobre o processo de revisão do marco legal do saneamento básico. Confira a experiência de Ribeirão Preto:

Aos 50 anos, Daerp atinge universalização dos serviços de saneamento

Este ano, o Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp), em São Paulo, completou 50 anos de criação, entrando para a história do saneamento público, pois está prestes a atingir a universalização do sistema de abastecimento no município. Para isto, foram necessários investimentos da ordem de R$ 137,7 milhões. Ao todo, nos últimos dois anos, os investimentos chegam a R$ 212,6 milhões.

Para chegar a este estágio de proximidade com a universalização do saneamento foram implantados 97,2 quilômetros de novas redes e interceptores, assegurando que todo o esgoto seja coletado e tratado nas duas estações de tratamento da cidade. De acordo com dados do Sistema Nacional sobre Saneamento (SNIS), do Ministério do Desenvolvimento Regional, referente a 2018, Ribeirão Preto possui 100% de cobertura de água tratada, 100% de coleta de esgoto e 97,01% de tratamento de esgoto.

Este avanço no saneamento básico garantiu ao Daerp, em 2019, o Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento, concedido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária (ABES), colocando a cidade em 8º lugar em qualidade de saneamento no país e em 7º lugar no estado de São Paulo.

Programa de Redução de Perdas

O Daerp está implantando o Programa de Gestão, Controle e Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética, que prevê a redução em 50% das perdas de água até 2021. O programa terá investimentos totais da ordem de R$ 156 milhões. Deste montante, R$ 115,4 milhões virão via financiamento – já aprovado – do governo federal, por meio do Ministério de Desenvolvimento Regional e da Caixa Econômica Federal.

O projeto prevê, entre outras ações, a criação de 58 setores de abastecimento, permitindo que 100% da distribuição de água na cidade passe a ser feita dos poços aos reservatórios e destes para a rede. Serão implantados 17 novos reservatórios com capacidade total de 23,3 milhões de litros, 67,6 quilômetros de novas adutoras, substituição de oito poços e a perfuração de dois novos, mudando a concepção de distribuição e abastecimento.

Parte dos investimentos já está sendo feita, como a substituição de 132 mil hidrômetros em toda a cidade, com cerca de 70 mil unidades já substituídas, e a troca de 42,2 quilômetros de redes antigas em quatro bairros da cidade – Campos Elíseos e jardins Macedo, Recreio e São Luiz. O Daerp também adquiriu e está substituindo 21 motores elétricos de alta eficiência e menor consumo.

Investimentos de mais de R$ 200 milhões

No período de 2017 a 2019, o Daerp realizou investimentos de R$ 213,6 milhões na construção de novas redes e adutoras, reservatórios, renovação de frota, perfuração de novos poços e melhoria no atendimento à população.

Entre as principais obras e programas em andamento estão o Programa de Ampliação e Renovação da Frota, que garantiu a ampliação da frota em 35,58% em um ano, com a aquisição de 88 máquinas e veículos novos, entre motocicletas, caminhões, carros, minivans, retroescavadeiras, e retroescavadeiras compactas, com um investimento total de R$ 6,18 milhões. A frota passará de 163 veículos para 221 até o final deste ano.

Com investimento de R$ 15,5 milhões, outra ação prioritária foi a perfuração de oito novos poços e a recuperação de outros dois, aumentando a capacidade de produção de água em 1,8 milhões de litros por hora.

Além disso, o Daerp trabalha na substituição de 42,2 quilômetros de redes antigas em quatro bairros da cidade, a maioria com idade superior a 40 anos, sendo que 93,12% da obra é executada pelo método não destrutivo, com o investimento de R$ 12,2 milhões. Também estão em construção cinco novos reservatórios com capacidade de 6,8 milhões de litros, bem como a implantação, pela própria autarquia, de 4.377 metros de novas adutoras interligando poços e reservatórios.

Melhora na relação com o cliente

A atual gestão investiu na melhora da relação com o usuário, implantando um novo serviço de atendimento ao usuário, o Ligue 115 – Novo Daerp, o que aumentou a capacidade de atendimento de 8,5 mil para 18 mil ligações por mês, com atendimento em até 45 segundos.

Pela primeira vez na sua história, o Daerp pode identificar seus usuários pelo nome. A atualização do cadastro e um novo sistema de gerenciamento estão permitindo que o nome do usuário possa ser inscrito na conta e em breve será implantado o sistema de leitura e entrega simultânea das contas. O Daerp está reformando o prédio onde funcionava o atendimento ao público, buscando dar mais conforto e comodidade aos seus clientes, com investimentos que superam R$ 1 milhão.

Para o superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, todos os investimentos estão criando um novo Daerp. “Estamos tirando a autarquia da idade da pedra e transformando-a em um órgão ágil e eficiente para garantir segurança hídrica a uma população de mais de 700 mil habitantes”, afirma o superintendente.

Texto e fotos: Daerp

Última modificação em Sexta, 06 Dezembro 2019 11:00
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação