02 de Junho, 2022

Furtos de equipamentos da DAE trazem prejuízos à população

 

 Cestos de retenção e grades de metal das estações elevatórias de esgoto, cabos elétricos, válvulas redutoras de pressão e tampas de ferro fundido instalados nas calçadas e vias estão entre os equipamentos utilizados na operação da DAE Jundiaí e que têm sido alvo de furto. A ação, que já gerou boletins de ocorrência, prejudica o trabalho da empresa e afeta, ainda, a população, que pode sofrer com paralisações no abastecimento e na interrupção do serviço.

Em apenas três dias, a Gerência de Tratamento de Esgoto (GTE) da DAE denunciou quatro furtos consecutivos de cestos. “Os cestos fazem parte da operação, pois realizam a retenção dos sólidos nas estações elevatórias. A falta dessa retenção causa obstruções nas bombas e, consequentemente, a quebra do equipamento, levando à extravasamentos de esgoto”, explica Alba Romana, gerente da área.

Segundo ela, as cestas e as grades são confeccionadas sob medida, o que gera mais tempo para que sejam repostas. “Além disso, sem os cestos, corremos o risco que os animais pequenos que possam entrar na estação acabem caindo, por exemplo, ou até mesmo que algum funcionário se machuque”, diz. As ações acontecem mesmo com as unidades sendo cercadas ou muradas, além de terem os portões trancados.

 

Setorização

VRP sem as conexões de latão

VRP sem as conexões

 

Os equipamentos que estão nas ruas ficam ainda mais suscetíveis a furtos e até a vandalismo. É o que acontece com as peças utilizadas no projeto de setorização em andamento nas regiões sul e leste da cidade: a área de Controle de Perdas tem registrado o furto de cabos elétricos dos medidores, conexões metálicas das válvulas redutoras de pressão (VRP) e de tampas em ferro fundido.

Segundo Fernanda Calheiros, gerente de Controle de Perdas da DAE, tais ações danificam os equipamentos, o que causa prejuízo não somente financeiro, mas também quanto à reposição dos equipamentos, que demandam estoque. “Gera, além disso, transtornos aos munícipes, pois podem provocar interrupção no abastecimento para o restabelecimento das instalações e desajuste das pressões da rede de abastecimento”, aponta.

A população pode ajudar a DAE e denunciar qualquer ação estranha próximo a equipamentos e unidades da empresa, que estão identificadas. Para isso, basta entrar em contato com a Central de Relacionamento da empresa, no telefone 0800 0133 155. A ligação é gratuita e a denúncia anônima. 

 

Texto e imagens: Assessoria

 

Última modificação em Quinta, 02 Junho 2022 16:15
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2022 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação