05 de Junho, 2018

Samae Jaraguá do Sul celebra 50 anos

A autarquia possui metas de trabalho bem definidas, com desafios assumidos para o futuro, a exemplo da gestão dos resíduos sólidos no ano de 2018.

No dia 28 de maio de 2018, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Jaraguá do Sul chega ao cinquentenário. Com uma história escrita por pessoas dedicadas, conhecedoras da importância de investir em saneamento básico e que fizeram desta área e do Samae uma referência para Santa Catarina.

O dia 28 de maio é uma data especial. Foi nesta data, há 50 anos, que o prefeito Vitor Bauer sancionou a Lei Municipal nº 190, que deu início às atividades do Samae de Jaraguá do Sul. Até esta data, o sistema de distribuição de água era feita por carroças ou mesmo poços nas casas dos jaraguaenses.

No mesmo mês de fundação teve início a implantação da rede distribuidora de água da cidade. Tudo começou pela Avenida Marechal Deodoro da Fonseca. Os recursos vieram do Departamento Nacional de Obras e Saneamento e foram instalados cinco mil metros de canalização central. “No dia 16 de agosto de 1968 foi ligada a primeira residência à rede distribuidora de água (que ainda estava em testes). 

Foi à casa de Mário Tavares da Cunha Mello, a primeira a receber água tratada em 92 anos de existência da cidade”, lembrou Ademir Izidoro, diretor presidente do Samae.

“Daquela primeira ligação até completar 50 anos, muitos foram os investimentos. Foram construídas quatro estações de tratamento de água, sendo uma no bairro Garibaldi, mais de 750 quilômetros de rede de abastecimento, cinco sistemas independentes e a distribuição para cerca de 100% das residências a área urbana do município”, enaltece Ademir.

O início do esgoto

Os estudos para o tratamento de esgoto tiveram início no ano de 1993, mas em 1998 foi implantado o primeiro quilômetro de rede coletora e em 2000 a primeira Estação de Tratamento de Esgoto no bairro Água Verde. Os anos se passaram e a necessidade do tratamento aumentou. 

Com mais investimentos foram sendo construídas mais redes coletoras e ETE´s. “Atualmente a autarquia conta mais de 450 quilômetros de rede e quatro ETE´s nos bairros Água Verde, Ilha da Figueira, Nereu Ramos e São Luis com capacidade de 82% de coleta, afastamento e tratamento do esgoto sanitário da cidade”, informou Ademir Izidoro.

Referência em Santa Catarina

O Samae cresceu e com uma equipe com alta capacidade de trabalho no ano de 2016 tornou-se referência para Santa Catarina. Foi destaque em análise de desempenho realizada pela Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS). 

Foram analisados 19 indicadores e a soma dos resultados de cada indicador atribui pontuação total específica para cada município, que pode ser comparada em nível local, regional e nacional com outras cidades. Os resultados obtidos neste ciclo de avaliação de indicadores, entre os mais de 170 Serviços Municipais de Água e Esgoto regulados pela ARIS, Jaraguá do Sul foi o único a receber a classificação ouro.

“Nesta importante data reafirmamos o nosso compromisso em fazer saneamento com qualidade. Desta forma, somando esforços do poder público e inovando permanentemente, é que damos os primeiros passos para construção de uma Jaraguá do Sul sustentável e ecologicamente correta”, finalizou Izidoro.

Fonte: Samae Jaraguá do Sul

Última modificação em Terça, 05 Junho 2018 10:56
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2018 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação