28 de Setembro, 2018

São Leopoldo apresenta Tarifa Social

A Tarifa Social – retomada em 2017 – busca  regularizar as contas de água de milhares de pessoas. 

Na tarde dessa quinta-feira (27), os integrantes da Associação Leopoldense de Deficientes Físicos (ALDEF) receberam a visita de funcionários dos setores Comercial e de Assistência Social do Semae, que divulgaram os requisitos para cadastro na Tarifa Social da autarquia.

Têm direito a ela usuários com renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa, usuários com mais de 60 anos e renda familiar de até dois salários mínimos e usuários com doenças graves e incapacitantes com renda familiar de até dois salários mínimos.

É preciso apresentar o Número de Identificação Social (NIS) e estar em dia com as faturas.

De acordo com o diretor-geral do Semae, Anderson Etter, a Tarifa Social – retomada em 2017 – busca a regularização de milhares de pessoas. "Muitas famílias não tinham mais dinheiro para pagar as suas contas de água e passaram a fazer ligações clandestinas. Com a Tarifa Social, garantimos água de qualidade e saúde à população, sem perda de receita para o Semae", afirmou.

Fonte: Semae São Leopoldo

Última modificação em Sexta, 28 Setembro 2018 13:52
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação