14 de Dezembro, 2018

Santo André assina contrato do Avançar Cidades

Dos R$ 30,3 milhões, R$ 14,6 milhões serão destinados a cinco projetos para a melhoria da produção e distribuição de água.

A Prefeitura de Santo André (SP) e a Caixa Econômica Federal assinaram na quarta-feira (12) contrato de financiamento do programa Avançar Cidades, em um total de R$ 30,3 milhões para obras de abastecimento de água e implantação de 20 novas estações de coletas (ecopontos). Todas as intervenções serão executadas pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), que terá um prazo de 24 meses para realizar as obras.

Dos R$ 30,3 milhões, R$ 14,6 milhões serão destinados a cinco projetos que visam à melhoria da produção e distribuição de água na cidade, já incluindo a contrapartida de 10% do Semasa. Um dos projetos prevê a instalação de um novo cavalete na avenida dos Estados, sobre o rio Tamanduateí, de 1.100 mm de diâmetro e 170 metros de extensão. O equipamento beneficia toda a cidade porque vai facilitar a transposição da água do 1º para o 2º subdistritos. Hoje, a cidade tem apenas um cavalete em operação.

“Este tipo de programa é mais uma parte do nosso plano de governo em que colocamos total atenção. Estas obras serão fundamentais para as regiões atendidas, ajudando o dia a dia do cidadão e dando mais dignidade. Estamos atentos a todos os cantos da cidade. Com a recuperação da nossa credibilidade conseguimos viabilizar este tipo de reforço financeiro”, disse o prefeito Paulo Serra.

Outra intervenção importante é a implantação de uma adutora no Parque Erasmo Assunção, com 600 mm de diâmetro e 1.777 metros de comprimento, que tem o objetivo de  melhorar o abastecimento para o bairro. Os moradores do Parque América (bairro localizado em área de proteção ambiental) também ganharão um novo sistema de abastecimento de água, com 1.090 metros de extensão. E, para o Sítio dos Vianas, o Avançar Cidades aprovou melhorias na estação elevatória do bairro, equipamento que faz transporte da água para a localidade.

O quinto projeto autorizado pelo financiamento é a construção da ETA (Estação de Tratamento de Água) Paranapiacaba, que terá capacidade para o tratamento de 20 l/s, também melhorando a qualidade do abastecimento da Vila.

Já para as 20 novas estações de coleta estão destinados R$ 15,7 milhões, incluída a contrapartida. Atualmente, a cidade tem 20 unidades ativas e mais uma em implantação. Com estes equipamentos novos, o Semasa, além de dobrar a quantidade de serviços do tipo disponíveis, pretende diminuir a distância que hoje o munícipe precisa percorrer para chegar à unidade mais perto de sua casa. Atualmente, essa distância está em 1,5 km em média.

Fonte: Semasa

Última modificação em Sexta, 14 Dezembro 2018 14:57
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação