31 de Janeiro, 2019

Daae realiza capacitação em gestão ambiental

A ação pretende combater a proliferação de vetores de doenças. 

O Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) de Araraquara (SP), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde/Coordenadoria Executiva de Atenção Básica (Programa Estratégia de Saúde da Família), a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Programa Territórios em Rede) e a Prefeitura Municipal de Araraquara, realizarão a “Capacitação em Gestão Ambiental do Território”, nos dias 04, 05, 06, 07, 08, 11 e 12 de fevereiro, para os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) dos territórios: Jardim Adalberto Roxo I e II e Jardim Roberto Selmi Dei, Altos de Pinheiros, Cruzeiro do Sul, Hortênsias, Ieda I e II, Indaiá e Parque Residencial São Paulo I e II.

A atividade consiste em uma saída de campo com os ACS pelo território. “Para identificação dos impactos ambientais ocorrentes que podem desencadear a proliferação de vetores de doenças, animais peçonhentos, problemas de saúde pública, além de danos ambientais que possam contaminar e/ou poluir a água, solo e o ar e, propor soluções ou encaminhamentos para os setores competentes para solucioná-los, melhorando, dessa forma, a qualidade de vida da população que reside no território”, explicou Valter Iost, gerente de Educação Ambiental.

“O Programa Territórios em Rede enfatiza a importância da intersetorialidade no atendimento à população e, sob esta perspectiva, a grande importância do programa é a ação articulada de todos os setores da sociedade, potencializando os recursos e ampliando o atendimento à comunidade”, explica a gerente responsável Celina Garrido/Coordenadora do Programa Territórios em Rede.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde/PMA Araraquara, “a Saúde da Família, instituída pelo Ministério da Saúde como estratégia reorganizadora da Atenção Básica e de reorientação do modelo assistencial a partir do paradigma da promoção de saúde, tem a intersetorialidade como um dos seus principais pilares para a atuação de forma resolutiva nos determinantes do processo saúde-doença.

A Estratégia Saúde da Família deve articular-se com setores como a educação, saneamento, meio ambiente, obras, ação social, entre outros, e, também, organizações não governamentais e da sociedade civil, buscando a promoção da qualidade de vida e intervindo nos fatores que colocam a saúde da população em risco.

O Agente Comunitário de Saúde ocupa o lugar de articulador entre a comunidade e a equipe de saúde, ampliando o poder de atuação junto à população, estimulando a transformação das condições de vida e saúde de indivíduos e coletivos, através de estratégias transversais que estimulem a aquisição de novas atitudes entre as pessoas, favorecendo mudanças para modos de vida mais saudáveis e sustentáveis”.

Fonte: Daae Araraquara

Imagem: Internet

Última modificação em Quinta, 31 Janeiro 2019 11:57
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2019 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação