24 de Janeiro, 2020

SAAE administrará ETE de condomínio em Valença

O SAAE é o único prestador de serviços de saneamento regulamentado pelo município. 

A direção e chefia de Divisão Técnica do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Valença (BA), representada pela diretora Rosemary Paixão e por Edilson França, receberam na semana passada, por meio de termo de doação, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Condomínio Barlavento, empreendimento construído no loteamento Novo Horizonte, na sede do município.

O SAAE passa a administrar, sem ônus, a estação de tratamento, em razão de cumprimento de lei municipal que regulamenta a autarquia como única e exclusiva prestadora de serviço para este porte de serviço. A ETE servirá também para o Fórum Eleitoral, que fica vizinho ao empreendimento, segundo informação dos próprios diretores do condomínio.

A novidade são os biodigestores

O funcionamento da ETE ocorre de maneira automática. O efluente passa por tratamento preliminar que compõe caixa de areia e gradeamento para depois entrar na elevatória. Depois disso, passa pela etapa anaeróbia e aeróbia de tratamento, decantação secundária e, no final, é realizada a desinfecção do efluente com a dosagem de insumo à base de cloro. Em alguns casos, o agente desinfetante pode ser substituído. O retorno de lodo da etapa aeróbia para a etapa anaeróbia ocorre de maneira automática.

Processo do Tratamento

A degradação anaeróbia da matéria orgânica ocorre por processos com ausência de oxigênio (meio anaeróbio) onde, em linhas gerais, a parte orgânica presente no esgoto é degradada gerando gases (metano, sulfeto de hidrogênio, dentre outros). A produção de lodo neste processo é extremamente baixa.

Já o processo de tratamento aeróbio ocorre por meio do fornecimento de oxigênio às bactérias pelo soprador. Em suspensão, as bactérias digerem a matéria orgânica produzindo água e gás carbônico, além de se reproduzirem. Este sistema de tratamento é conhecido como lodo ativado, mundialmente reconhecido pela alta eficiência e robustez. A instalação está sob o solo.

“Esta é uma inovação e com toda certeza o cumprimento de responsabilidade de quem quer empreender no ramo de construção e residência no nosso município. No que depender de nós estaremos sempre cumprindo como parceiros de diversos empreendimentos, porém também cobraremos o cumprimento de responsabilidades da parte executora”, disse a diretora Rosemary Paixão.

Fonte: SAAE Valença

Última modificação em Sexta, 24 Janeiro 2020 10:14
Mais nesta categoria:
ASSEMAE © 2020 | Todos os direitos reservados Desenvolvido por Trídia Criação