×

Aviso

JFolder: :files: caminho não é um diretório. Caminho: /home/forge/assemae.org.br/images/Oficina 3
×

Observação

There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery Pro plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: images/Oficina 3
27 de Mai, 2015

Oficina esclarece Sistema de Gestão da Qualidade

O sistema permite a organização dos processos nos serviços de saneamento

 A 45ª Assembleia Nacional da Asemae é uma grande oportunidade para os municípios aprofundarem o conhecimento sobre os processos que visam à melhoria na prestação dos serviços de saneamento básico. Com esse propósito, o evento promoveu na tarde de quarta-feira, 27 de maio, a terceira oficina do fórum, cujo tema abordou os procedimentos para a implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade.

O debate foi coordenado pelo presidente da Assemae Regional de Santa Catarina, Aluir Flemming, que também é diretor adjunto do Serviço Intermunicipal de Água e Esgoto (SIMAE) de Joaçaba (SC). Participaram como palestrantes: o gerente de Gestão e Qualidade de Relações Técnicas da SANASA (Campinas/SP) e diretor de Assistência aos Municípios da Assemae, Alessandro Siqueira Tetzner; a diretora-presidente do DAEP de Penápolis (SP) e Secretária Nacional da Assemae, Sílvia Maymi Shinkai de Oliveira; a encarregada do Sistema de Gestão da Qualidade do SEMASA (Santo André/SP), Isabel Cristina da Silva Souza; a gerente de Desenvolvimento da Excelência do SAE de Ituiutaba (MG) e diretora de Comunicação Social da Assemae, Cíntia Maria Ribeiro Vilarinho; e o diretor do SAMAE de Ibiporã (PR) e conselheiro Fiscal da Assemae, Cláudio Buzetti.

Iniciando as apresentações, Alessandro Tetzner apresentou a experiência da SANASA com o Sistema de Gestão da Qualidade, regulamentado pela norma NBR ISO 9001. “O sistema permite a aplicação de boas práticas fundamentais, como o controle e manutenção dos documentos e registros, adoção de indicadores de desempenho, transparência pública e satisfação dos clientes”.

Na sequência, Sílvia Maymi Shinkai relatou o trabalho realizado pelo DAEP de Penápolis (SP), que busca a melhoria contínua dos processos. “Qualquer organização pode ter um Sistema de Gestão da Qualidade, independente do porte, quadro de funcionários ou faturamento, basta o envolvimento da alta direção e dedicação”, acrescentou.

Isabel Cristina trouxe a experiência do SEMASA de Santo André, informando que o sistema da autarquia conta com 20 indicadores estratégicos e cerca de 50 indicadores gerenciais. “A partir da gestão da qualidade, constatamos no SEMASA vários benefícios, entre eles, a maior satisfação dos usuários, auxílio na tomada de decisões e revisão sistémica de trabalho”.

Sobre o município mineiro de Ituiutaba, Cíntia Vilarinho destacou a certificação do sistema de gestão da qualidade do processo de tratamento de água realizado pela SAE. “A intenção é garantir a qualidade do processo de tratamento de água e suas interações, realizando verificações periódicas do sistema de gestão, com o objetivo de garantir a satisfação da comunidade”.

Segundo Cláudio Buzetti, a gestão da qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição. “Se não tivermos um programa voltado à qualidade não teremos condições para atender a população com excelência. A ideia é exceder as expectativas dos clientes internos e externos e das demais partes interessadas”, concluiu.

Soluções postais para serviços de saneamento são apresentadas

Também na tarde de quarta-feira, 27 de maio, a 45ª Assembleia Nacional da Assemae abriu espaço para o debate sobre as soluções postais dos Correios destinadas ao setor de saneamento básico. A discussão contou com a participação do analista de Mercado dos Correios, Alan Rocha Lobo, que possui MBA em Gestão Estratégica e atua no segmento de saneamento e energia elétrica. “Oferecemos várias soluções para aproximar o cidadão dos serviços de saneamento, entre elas, a distribuição e recebimento de contas; o transporte de documentos ou material; e até mesmo a divulgação de campanhas educativas por meio de mala direta postal”, informou.


{gallery}Oficina 3{/gallery}

Última modificação em Terça, 10 Novembro 2015 16:49
Mais nesta categoria:

ASSEMAE © 2016 | Todos os direitos reservados